Farmácia da Santa Casa: qualidade e segurança na distribuição de medicamentos

20 de janeiro é o Dia do Farmacêutico e para comemorar a data e enaltecer a profissão vamos apresentar o trabalho realizado na Farmácia Central da Santa Casa de Ourinhos.

A farmácia hospitalar é um setor importantíssimo dentro da instituição, pois garante a qualidade da assistência prestada aos pacientes, por meio do uso seguro de medicamentos.

Na Santa Casa de Ourinhos, a Farmácia Central distribui diariamente, em média, 3.500 medicamentos, que atendem os pacientes do hospital geral e do Ambulatório de Especialidades Médicas. A Unidade de Oncologia tem uma farmácia própria.

A farmácia é um setor do hospital que contribui no processo de cuidar da saúde, visando controle, uso seguro e racional dos medicamentos e materiais médicos. O farmacêutico hospitalar é o profissional responsável por toda a atividade logística, manipulação, atividade focada no paciente, atividades setoriais e garantia de qualidade.

“É um trabalho dinâmico, dificilmente temos a mesma rotina todos os dias, pois temos vários fluxos de trabalho, diversos profissionais trabalhando juntos. Nosso foco é sempre o paciente, temos que assegurar que receba o medicamento de forma segura e para isso gerenciamos o uso do medicamento desde o momento que adquirimos, até a distribuição”, conta a farmacêutica responsável pela Farmácia Central, Thaís Giron Miranda.

Thaís explicou como funciona o trabalho dentro da Santa Casa. “O processo com o medicamento se inicia na área de recebimento, onde é enviado à Farmácia Central para o setor de etiquetagem. Esse setor realiza a unitarização através de códigos de barras e em seguida o medicamento vai para o estoque e, na sequência, para a dispensação. Então, são separados conforme prescrição médica por horário e paciente e, posteriormente, entregue no posto de enfermagem para que possa ser administrado. Temos total controle, é possível obter todas as informações do processo por meio de um sistema eletrônico de rastreabilidade”.

A Farmácia Central da Santa Casa de Ourinhos funciona 24 horas, de segunda a domingo.

Colégio Jean Piaget doa duas cadeiras de rodas para Santa Casa de Ourinhos

15c3af72-3563-4e5b-a86c-5ce9aa736eb0

Mais uma vez o Colégio COC Jean Piaget demonstrou seu lado solidário ao doar mais duas cadeiras de rodas para a Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos.

A doação é fruto de uma campanha de solidariedade desenvolvida pelo colégio junto aos alunos. As cadeiras foram entregues na última semana pela diretora Nilva Elena Borges, e pelos alunos para a voluntária da Santa Casa de Ourinhos, Neide Campion, que agradeceu a escola por contribuir mais uma vez com doações para a Unidade de Oncologia.

O diretor da Unidade de Oncologia, o medico radioncologista Dr. Norberto Paes, destacou a importância das cadeiras de rodas para os pacientes do hospital. “É uma iniciativa muito bonita porque partiu de uma instituição de ensino e ajuda a criar um espirito de solidariedade e cidadania nos alunos. Essas cadeiras são muito importantes, porque os pacientes chegam aqui e muitos têm dificuldades para andar devido ao tratamento. Esse envolvimento da sociedade com o hospital faz o nosso trabalho ser cada vez maior e reconhecido”.

Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos inaugura Sala de Acolhimento para pacientes

Os pacientes atendidos na Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos passam a contar com um novo espaço de acolhimento, uma iniciativa do próprio hospital em parceria com os grupos de voluntárias “Amigas do Peito” e “Mãos Solidárias”.

As instalações foram entregues na última sexta-feira, 29 de novembro, e contou com a presença do presidente da Associação da Santa Casa de Ourinhos, Celso Zanuto; o diretor da Unidade de Oncologia, o médico radioncologista Dr. Norberto Paes; o administrador da Santa Casa, Fernando Abreu; o diretor de comunicação, Alexandre Mariani; representando o prefeito Lucas Pocay, a secretária de Saúde, Cassia Palhas; representando o Deputado Federal Capitão Augusto, o coordenador regional do PL, Gil Carvalho; o chefe de gabinete de Ourinhos do Deputado Capitão Augusto, Diógenes Correa Leite; a assessora do Deputado Federal Vinícius Carvalho, Cintia Ferraz; os vereadores Cido do Sindicato, Sargento Sérgio e Alexandre Zóio; as voluntárias dos grupos “Amigas do Peito” e “Mãos Solidárias”, além de diretores e colaboradores do hospital.

A Sala de Acolhimento foi construída ao lado da recepção, onde era servido o café. Trata-se de um local com uma estrutura mais adequada para que os pacientes e seus familiares que realizam o tratamento oncológico no hospital possam tomar o café da manhã e da tarde em um ambiente mais acolhedor e aconchegante.

Os produtos oferecidos no café da manhã e da tarde na Sala de Acolhimento são todos doados pela sociedade e diversas empresas de Ourinhos e região. Inclusive, o maior fornecedor de pães é de uma padaria da cidade de Canitar.

O presidente da Santa Casa, Celso Zanuto, destacou que o hospital irá se empenhar cada vez mais para criar espaços que possam proporcionar melhor acolhimento e humanização aos pacientes. Além disso, falou da importância da nova sala. “É importante que tenhamos esse espaço de acolhimento, porque tem muita gente que vem de longe realizar o tratamento sem tomar café e até mesmo não tem condições de comprar uma refeição. Temos também que agradecer as voluntárias Amigas do Peito e Mãos Solidárias por terem iniciado esse projeto de oferecer o café para os pacientes”.

O médico radioncologista, Dr. Norberto Paes, agradeceu a todos em nome dos pacientes da Unidade de Oncologia. “Faço esse agradecimento a diretoria da Santa Casa e as voluntárias que realizam esse trabalho maravilhoso conosco, em nome dos pacientes da nossa unidade, porque trabalhamos para oferecermos para eles o melhor tratamento e acolhimento”.

A secretária Cassia Palhas parabenizou a diretoria da Santa Casa e principalmente as voluntárias pelo trabalho que realizam na unidade. “Já estive aqui em outras oportunidades e percebi que o café é servido com muito amor e carinho. É uma refeição importante, porque os pacientes muitas vezes não têm nada para comer quando chegam aqui para o tratamento. Em nome do prefeito Lucas Pocay, quero deixar parabéns a todos, principalmente as voluntários que fazem um trabalho diferenciado”.

Gil Carvalho, que representou o Deputado Federal Capitão Augusto na inauguração, também fez questão de enaltecer o trabalho do hospital e das voluntárias em benefício dos pacientes. “Quero parabenizar o Celso Zanuto e o Dr. Norberto pelas ações realizadas junto a Unidade de Oncologia, os grupos Amigas do Peito e Mãos Solidárias pela dedicação e pelo trabalho voluntário e ao Deputado Capitão Augusto, que realiza um belo trabalho junto a Santa Casa, a Oncologia e a Saúde do nosso município, com liberação de mais de R$ 10 milhões em emendas, algumas a meu pedido, para que sejam investidos na melhoria da estrutura e do atendimento aos pacientes do hospital”.

Lea Gonçalves, voluntária do grupo Amigas do Peito, ficou feliz com o novo espaço. “Estou aqui desde 2017, quando cheguei para realizar o tratamento contra o câncer de mama. Naquela época era servido apenas chá e café com bolacha. Por meio dos nossos grupos de voluntárias, conseguimos doações para oferecer cada vez mais uma refeição melhor aos pacientes. Além disso, precisava de um espaço mais acolhedor, porque a gente percebe que o hospital está cada vez com um ambiente mais humano, fazendo com que o paciente se sinta bem, mesmo sabendo que a luta será grande”.

Diretoria da Santa Casa se reúne com prefeito Lucas Pocay

DSCN0573

Diretores da Santa Casa de Ourinhos realizaram na manhã de quinta-feira, 21 de novembro, uma reunião com o prefeito Lucas Pocay para tratar da contratualização entre hospital e a administração municipal e ainda sobre uma parceria em novos projetos.

A reunião foi articulada pelo vereador Eder Mota e contou com a presença do presidente da Associaçao da Santa Casa, Celso Zanuto; o vice-presidente, Dr. Rubens Vertemati; o administrador, Fernando Abreu; o diretor clínico da Agência Transfusional, Dr. Paulo Novita; a Dra. Adriana Fleury; o prefeito Lucas Pocay; e a secretária de Saúde; Cassia Palhas.

Na reunião, a diretoria e Lucas Pocay falaram da contratualização entre Santa Casa e Prefeitura de Ourinhos e também conversaram sobre novos projetos envolvendo as partes visando principalmente uma melhoria no atendimento primário à população. Esse trabalho terá início em 2020.

Também no encontro, os representantes da Prefeitura de Ourinhos se comprometeram de realizar um trabalho com as 12 cidades que compõem a União dos Municípios Média Sorocabana (Ummes) no sentido de que haja uma cooperação dos municípios ao repassar recursos para o Pronto Socorro, já que a Santa Casa atende a população da região e não recebe pelo serviço prestado. Além disso, foi feito o encaminhamento do aumento de teto da média e alta complexidade pra CIR , onde toda a documentão foi aprovada e agora aguarda apenas a assinatura da Secretaria do Estado da Saúde e do Ministério da Saúde.

Unidade de Oncologia recebe doações de alimentos do Colégio Santo Antônio

76713940_1168581746681628_2393943998319296512_o

Na última segunda-feira, 02, o Colégio Santo Antônio fez uma grande doação de alimentos para a Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos. Os produtos foram todos arrecadados durante a edição de sexta-feira, 29 de novembro, da Cantata de Natal, realizada no próprio colégio.

A doação é de suma importância para a Unidade de Oncologia, pois os alimentos são utilizados para o preparo das refeições servidas para os pacientes ambulatoriais.

A diretora da Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos, Terezinha Mantovani agradeceu as doações dos alimentos. “Esses alimentos doados são importantes, porque o SUS não contempla refeições para pacientes ambulatoriais. Com isso, a Santa Casa teria de arcar com mais esse custo. Desta forma, agradecemos a iniciativa do Colégio Santo Antônio e da diretora Sueli Carrijo pela doação”.

Santa Casa de Ourinhos participa do 2º Fórum Somos SUStentáveis

1231fb41-6f3e-4cb2-8ab0-17218dac6f99

A Santa Casa de Ourinhos participou no dia 18 de novembro, participou do 2º Fórum Somos SUStentáveis, no Centro de Convenções Rebouças. O evento promovido pela Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp) reuniu representantes de hospitais filantrópicos de todo o Estado e teve como objetivo mostrar a necessidade de ampliação do programa estadual Santas Casas Sustentáveis, que traz auxílio financeiro às instituições.

Das 362 entidades filantrópicas de saúde no Estado, apenas 58 integram a ação, entre elas a Santa Casa de Ourinhos. O programa paulista classifica as instituições filantrópicas em três perfis: hospitais estruturantes, estratégicos e de apoio, para receberem respectivamente 70%, 40% e 10% a mais do que já recebem do SUS (Sistema Único de Saúde), cuja tabela de repasses está defasada há mais de 15 anos. Para permanecer credenciada e receber o aditivo, a unidade participante deve cumprir metas de atendimento.

Entre os avanços destacados na apresentação durante o Fórum, estão a humanização no atendimento, o aumento no índice de alta responsável, diminuição das taxas de mortalidade institucional e de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Esses e outros resultados positivos foram comprovados em apresentações dos próprios hospitais participantes, que compartilharam com o público suas experiências exitosas.

A Santa Casa de Ourinhos apresentou no Fórum dois trabalhos: “Alta responsável um caso exitoso”, o qual abordou a resolução do caso de uma criança moradora há quase sete anos no hospital, mostrando todas as dificuldades e os sucessos do trabalho realizado pela equipe multidisciplinar; e “O espaço pós-alta”, que relatou as dificuldades da Santa Casa na hora da alta hospitalar e o sucesso com um espaço preparado.

No Fórum, representaram a Santa Casa de Ourinhos a administradora interna, Erika Matias, e a gerente de enfermagem, Daniela Souza, que avaliou de forma positiva a oportunidade de compartilhar experiências com o objetivo de melhorar cada vez mais o atendimento e a saúde. “A experiência de apresentar um trabalho a outros colegas é sempre muito bom. Levamos o nome e nossas superações nestes dois trabalhos. Foi muito prazeroso saber que todos nós lutamos pela mesma causa, que é a melhoria na qualidade da saúde”.

Equipe Multidisciplinar da UTI Infantil da Santa Casa realiza ações pelo Dia Mundial da Prematuridade

A equipe Multidisciplinar da UTI Infantil da Santa Casa de Ourinhos promoveu ao longo da última semana uma série de ações em comemoração ao Dia Internacional da Prematuridade e ao Mês Internacional de Sensibilização para a Prematuridade.

Uma das ações foi reservada aos pais dos bebês prematuros internados na Santa Casa de Ourinhos, que receberam diversas orientações e cuidados principalmente no pós-alta hospitalar.

Já os colaboradores da UTI Infantil participaram de treinamento e capacitação com palestras ministradas pela Dra. Simone Pozzer, Dr. Ronaldo Canizella, Fisioterapeuta Mahara Proença e Fonoaudióloga Nilce Almeida Mattos.

Em novembro, além do Dia Internacional da Prematuridade, celebrado no dia 17, é também comemorado o Novembro Roxo, uma referência ao Mês Internacional de Sensibilização para a Prematuridade. O objetivo é alertar sobre o crescimento de números de partos prematuros e como preveni-los, além de informar sobre as consequências do nascimento antecipado para o bebê, família e para sociedade.

O Brasil está entre os 10 países com o maior número de nascimento prematuro. Segundo informações da ONG Prematuridade, no país, 340 mil bebês nascem de maneira prematura a cada ano, o equivalente a 931 por dia ou a 6 prematuros a cada 10 minutos. Alguns destes bebês não sobrevivem ou ficam com sequelas. São considerados prematuros (ou pré-termos), os bebês que vem ao mundo antes de completarem 37 semanas de gestação.