Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos inaugura Sala de Acolhimento para pacientes

Os pacientes atendidos na Unidade de Oncologia da Santa Casa de Ourinhos passam a contar com um novo espaço de acolhimento, uma iniciativa do próprio hospital em parceria com os grupos de voluntárias “Amigas do Peito” e “Mãos Solidárias”.

As instalações foram entregues na última sexta-feira, 29 de novembro, e contou com a presença do presidente da Associação da Santa Casa de Ourinhos, Celso Zanuto; o diretor da Unidade de Oncologia, o médico radioncologista Dr. Norberto Paes; o administrador da Santa Casa, Fernando Abreu; o diretor de comunicação, Alexandre Mariani; representando o prefeito Lucas Pocay, a secretária de Saúde, Cassia Palhas; representando o Deputado Federal Capitão Augusto, o coordenador regional do PL, Gil Carvalho; o chefe de gabinete de Ourinhos do Deputado Capitão Augusto, Diógenes Correa Leite; a assessora do Deputado Federal Vinícius Carvalho, Cintia Ferraz; os vereadores Cido do Sindicato, Sargento Sérgio e Alexandre Zóio; as voluntárias dos grupos “Amigas do Peito” e “Mãos Solidárias”, além de diretores e colaboradores do hospital.

A Sala de Acolhimento foi construída ao lado da recepção, onde era servido o café. Trata-se de um local com uma estrutura mais adequada para que os pacientes e seus familiares que realizam o tratamento oncológico no hospital possam tomar o café da manhã e da tarde em um ambiente mais acolhedor e aconchegante.

Os produtos oferecidos no café da manhã e da tarde na Sala de Acolhimento são todos doados pela sociedade e diversas empresas de Ourinhos e região. Inclusive, o maior fornecedor de pães é de uma padaria da cidade de Canitar.

O presidente da Santa Casa, Celso Zanuto, destacou que o hospital irá se empenhar cada vez mais para criar espaços que possam proporcionar melhor acolhimento e humanização aos pacientes. Além disso, falou da importância da nova sala. “É importante que tenhamos esse espaço de acolhimento, porque tem muita gente que vem de longe realizar o tratamento sem tomar café e até mesmo não tem condições de comprar uma refeição. Temos também que agradecer as voluntárias Amigas do Peito e Mãos Solidárias por terem iniciado esse projeto de oferecer o café para os pacientes”.

O médico radioncologista, Dr. Norberto Paes, agradeceu a todos em nome dos pacientes da Unidade de Oncologia. “Faço esse agradecimento a diretoria da Santa Casa e as voluntárias que realizam esse trabalho maravilhoso conosco, em nome dos pacientes da nossa unidade, porque trabalhamos para oferecermos para eles o melhor tratamento e acolhimento”.

A secretária Cassia Palhas parabenizou a diretoria da Santa Casa e principalmente as voluntárias pelo trabalho que realizam na unidade. “Já estive aqui em outras oportunidades e percebi que o café é servido com muito amor e carinho. É uma refeição importante, porque os pacientes muitas vezes não têm nada para comer quando chegam aqui para o tratamento. Em nome do prefeito Lucas Pocay, quero deixar parabéns a todos, principalmente as voluntários que fazem um trabalho diferenciado”.

Gil Carvalho, que representou o Deputado Federal Capitão Augusto na inauguração, também fez questão de enaltecer o trabalho do hospital e das voluntárias em benefício dos pacientes. “Quero parabenizar o Celso Zanuto e o Dr. Norberto pelas ações realizadas junto a Unidade de Oncologia, os grupos Amigas do Peito e Mãos Solidárias pela dedicação e pelo trabalho voluntário e ao Deputado Capitão Augusto, que realiza um belo trabalho junto a Santa Casa, a Oncologia e a Saúde do nosso município, com liberação de mais de R$ 10 milhões em emendas, algumas a meu pedido, para que sejam investidos na melhoria da estrutura e do atendimento aos pacientes do hospital”.

Lea Gonçalves, voluntária do grupo Amigas do Peito, ficou feliz com o novo espaço. “Estou aqui desde 2017, quando cheguei para realizar o tratamento contra o câncer de mama. Naquela época era servido apenas chá e café com bolacha. Por meio dos nossos grupos de voluntárias, conseguimos doações para oferecer cada vez mais uma refeição melhor aos pacientes. Além disso, precisava de um espaço mais acolhedor, porque a gente percebe que o hospital está cada vez com um ambiente mais humano, fazendo com que o paciente se sinta bem, mesmo sabendo que a luta será grande”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s