Ginecologista da Santa Casa faz alerta sobre os cuidados com a endometriose

DSCF0979

Março é o Mês Mundial de Conscientização sobre a Endometriose e a campanha Março Amarelo alerta para uma doença que afeta 176 milhões de mulheres em todo o mundo e 6,5 milhões no Brasil.

A ginecologista da Santa Casa de Ourinhos, Dra. Juliana Saad de Carvalho explicou sobre a doença e fez alerta sobre os cuidados que as mulheres devem ter com a endometriose. Um exame precoce preventivo pode ajudar no tratamento e até evitar que avance para um caso mais grave. Confira a entrevista:

O que é endometriose?

Dra. Juliana Saad de Carvalho: É uma doença inflamatória crônica predominantemente pélvica que acomete as mulheres em idade fértil.

Quais os sintomas?

Normalmente o quadro clínico predominante é dor pélvica, principalmente na época menstrual, porém também fora do período , além de outros sinais e sintomas  em outros órgãos como dor ao urinar, obstipação intestinal, dor à evacuação, dor ao coito.

Como é feito o diagnóstico?

Geralmente pela história clínica e exame físico da paciente. Ouvir as queixas do paciente, é muito importante. Assim como o exame físico geral e ginecológico, com o toque vaginal e retal.

A endometriose profunda , um aspecto mais agressivo da doença, é observada desta forma. A ultrassonografia transvaginal pélvica e a ressonância nuclear magnética da pelve são exames que podem corroborar o exame clínico.

Quais as formas de tratamento?

Depende do grau da doença e das queixas das pacientes. As formas mais simples podem ser tratadas com remédios, as mais complexas com cirurgia.

É possível prevenir a endometriose?

Difícil, muitas vezes. Porém, com a percepção da possibilidade do quadro, pode-se tentar controle, com remédios que interrompam a menstruação, ou nutracêuticos que atuem como antiinflamatórios.

Orientar as parentes de mulheres com endometriose que o risco delas é 7 vezes maior de desenvolver a doença, portanto precisam estar em consulta ginecológica com regularidade.

Orientar que tenham hábitos saudáveis de vida, que visem reduzir o estresse oxidativo e processo inflamatório crônico, bases de toda a doença crônica inflamatória.

Por exemplo, reduzir o estresse mental, manter  atividade física regular e  alimentação saudável, rica em nutrientes antiinflamatórios, como ômega 3 e 9, e outros. Manter níveis adequados de vitamina d, que é substância imunomoduladora, tomando sol alguns períodos da semana, ou suplementação .

A mulher com endometriose pode engravidar?

É possível, mas pode ser muito difícil. A doença causa infertilidade muitas vezes,  a depender do sitio da patologia e a extensão das lesões…

No entanto, após tratamentos, a paciente pode ter sua expectativa fértil aumentada, e não é incomum, conseguirem. Principalmente nas endometrioses mais simples, ou menos invasoras.

Gostaria de fazer alguma consideração sobre o tema?

Todas as mulheres que já ouviram a respeito desta patologia, dentro de suas famílias, prestem atenção, procurem o ginecologista para conversar e esclarecer pontos; lembrar que a doença tem incidência em torno de 15 % – de 100 mulheres , 15 terão . É consideravelmente frequente.

Todas as mulheres e adolescentes com infertilidade e ciclos regulares ou não, dor pélvica crônica, dor menstrual intensa, dor no ato sexual, dor vaginal, dor ao evacuar , obstipação intestinal, sintomas de cistite ou dor urinaria , sangramentos uterinos irregulares, dores torácicas ou abdominais altas no período menstrual, distensão do abdome, com cistos ovarianos que não somem espontaneamente, com diagnóstico prévio de miomas e pólipos uterinos, atenção! Vocês podem estar diante desta doença.

Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor o prognóstico da paciente.

2 respostas em “Ginecologista da Santa Casa faz alerta sobre os cuidados com a endometriose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s