Preocupada com a preservação do meio ambiente, Santa Casa de Ourinhos adota descarte correto de resíduos hospitalares

DSCF0003

O meio ambiente também é um setor que tem uma atenção especial dentro da Santa Casa de Ourinhos, principalmente no que se refere ao descarte de resíduos hospitalares. Além de atender diretrizes de órgãos ambientais, o hospital também possui uma comissão interna que se dedica a estabelecer regras para gerenciar e dar o destino correto a esses resíduos.

A Santa Casa de Ourinhos, assim como outras instituições de saúde, segue as diretrizes dos órgãos ambientais como Ministério da Saúde, Anvisa, Ministério do Meio Ambiente, CONAMA os quais determinam que é de responsabilidade do hospital assegurar que os resíduos dos serviços de saúde sejam manuseados de forma a garantir a segurança do pessoal, dos pacientes, da comunidade e do próprio meio ambiente.

Além disso, recentemente a Santa Casa de Ourinhos criou uma Comissão de Resíduos com a finalidade de organizar as regras de manipulação, gerenciamento, orientação, armazenamento, recolhimento, bem como transporte dos resíduos gerados no próprio hospital.

Os resíduos são classificados em grupos A-B-C-D-E os quais são descritos no Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde, que aponta e descreve as ações relativas ao manejo destes resíduos e contempla os aspectos referentes à geração, segregação, acondicionamento, coleta, armazenamento transporte e tratamento final.

Na Santa Casa de Ourinhos são gerados os grupos A-B-D-E. O grupo D é classificado como resíduo comum o qual é recolhido pela Superintendência de Água e Esgoto de Ourinhos (SAE). Já o restante dos grupos é recolhido pela Empresa Sterelivita de Marília.

A variação de resíduos na Santa Casa de Ourinhos no ano de 2017 foi de 22.820,85 kg e os parceiros 9.198,22 kg. Os resíduos são armazenados em abrigos distintos e exclusivos, um para resíduos infectantes e outro para os comuns e componentes inertes recicláveis.

Além da preocupação com o descarte correto dos resíduos tanto comuns como os hospitalares, alguns setores da Santa Casa de Ourinhos adotam medidas de preservação ao meio ambiente como a utilização de copo individual em substituição ao copo descartável; outro participante direto é o Serviço de Imagem que conta com sistema digitalizado, o que também é uma forma de preservação do meio ambiente, pois evita o uso de substâncias reveladoras, filme, papel, tinta para a impressão dos laudos, etc.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s