Setembro Verde alerta sobre quantidade de casos de câncer de intestino em Ourinhos

DSCF0005Hoje vamos conversar com uma profissional que esta envolvida diretamente com o Setembro Verde, mês de conscientização de prevenção do combate ao câncer de intestino. É a enfermeira responsável pelo Setor Oncológico da Santa Casa, que atende no Hospital Dr. Monzillo, Joelma Camilo, especialista em oncologia e cuidados paliativos.
Joelma explicou suas atividades “desde a admissão do paciente, consulta de enfermagem. Acompanho todos os procedimentos com os médicos, principalmente os novos casos. Trabalho também na administração de quimioterapia, e dou suporte na radioterapia, entre outras atividades”.
Joelma também falou sobre sua preocupação com o número elevado de casos de câncer de intestino em Ourinhos. “Há dois anos começou essa ênfase maior na campanha do setembro verde pois temos uma incidência de câncer colorretal muito grande. De 2011 a 2013 a maior incidência de câncer aqui em Ourinhos era casos de câncer de intestino. No ano de 2016 foi o primeiro ano que fizemos o setembro verde na cidade. Existe muito tabu em fazer a colonoscopia e chamar o setembro verde para mostrar para a população que é importante fazer os exames ajuda no tratamento precoce do paciente. Esse ano são mais de 200 casos conosco. Realmente impressiona os números de casos em Ourinhos, o que exige maior cuidado pela população ourinhense. Isso é muito sério”.
Joelma também falou sobre como são feitos os exames e o tratamento. “Quan do começa a fazer o rastreamento o médico pede a colonoscopia, é feito a biopsia e o material é enviado para estudo, se o resultado vem positivo se inicia o tratamento. Deste estágio em diante são feitos vários exames para avaliação e qual a melhor forma de tratar o câncer. Existem casos que não são necessária cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Cada caso é um caso. Vai depender do tamanho do tumor, a gravidade do caso”.
No entanto Joelma observou que a maioria das vezes, por falta de prevenção tanto de homens quanto de mulheres, os casos que vêm para o hospital já estão em estado crítico, muitas vezes já em situação de metástase, quando a doença se espalha pelo corpo.
Joelma aproveitou para falar sobre a prevenção. “O estilo de vida está muito relacionado, o tabagismo tem correlação com o câncer de intestino. Ter alimentação saudável, o paciente precisa se conhecer pois o diagnóstico é muito difícil de ser feito. Nosso intestino é um grande órgão dentro de nós e deveríamos dar mais importância para ele”.
“Tanto homens quanto mulheres a partir dos 45 anos, ressalvada a incidência grande de câncer na família da pessoa devem fazer os exames preventivos anualmente”, salientou Joelma.
Perguntamos, se o câncer de intestino tem cura: “Falamos em cura quando o paciente fica em 5 anos livre de doença. Quanto mais tempo se passa, menor a probabilidade da doença voltar. Por isso é muito importante a prevenção. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais chance de cura” disse Joelma.
Joelma encerra com uma mensagem sobre o Projeto Gente cuidando de gente: “Em nossa área há uma pergunta que precisamos nos fazer sempre: Você gostaria de ser atendida por você? Cuidando bem do outro, eu cuido bem de mim. Preciso me ver no outro, hoje estou cuidando, mas amanhã posso ser cuidada. Gente que cuida de gente sou eu cuidando de mim também. Precisamos plantar amor, para colher coisas boas”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s