Agosto Dourado: Aleitamento Materno que salva vidas

O mundo todo se curva aos avanços da ciência, que descobre e realça os benefícios incontestáveis do aleitamento materno, sob o ponto de vista fisiológico, psicológico e econômico.

No Brasil, com a introdução da Lei 13.435, de 12/04/2017, o mês de agosto fica consagrado como o mês do Aleitamento Materno, o Agosto Dourado, símbolo da amamentação infantil.

Através desta concepção, será possível desenvolver várias palestras, encontros, reuniões sob o tema e discussões sobre a importância de as mães amamentarem seus filhos com leite materno, exclusivamente, desde o nascimento até aos seis meses e, depois da introdução de outros alimentos, até aos dois anos de idade ou mais, sem se preocupar com limitações de tempo.

A orientação segue normas consagradas pela Organização Mundial de Saúde – OMS – em todo o mundo e objetiva reduzir, significativamente, o número de recém-nascidos que morrem por falta de alimentação adequada.

Os dados registrados nos últimos anos acusam uma redução no número de mortes, de cerca de treze por cento entre crianças até aos cinco anos de idade em todos os países do mundo. 

Várias pesquisas demonstram a eficácia do leite materno na prevenção de variados tipos de doença, porque foi produzido pelo corpo da mãe exclusivamente para o bebê e contém nutrientes fundamentais para sua formação, crescimento e desenvolvimento com saúde, como vitaminas, gordura, açúcar, água e várias proteínas.

Em razão dessas características, o leite materno é considerado o alimento mais completo para a primeira infância, porque contém outras substâncias que se caracterizam como anticorpos e glóbulos brancos, elementos essenciais para proteger o bebê contra doenças nesse período.

Outros fatores que são levados em consideração no estímulo à amamentação nos primeiros dias de vida dizem respeito à ligação emocional do bebê com a mãe, estreitando vínculos já instalados desde o início da gestação, ampliando a confiança e o carinho entre os dois.

A ação de mamar nos bebês aumenta os níveis de flexibilidade e articulação das estruturas que movimentam a fala, estimulando no recém-nascido o padrão respiratório nasal em seus primeiros movimentos e, também, eleva o grau de proteção da criança contra alergias, infecções, doenças, cólicas, inflamações no ouvido e estresse.

Dentre as muitas vantagens que o leite materno apresenta está a característica de ser facilmente digerido, porque está sempre pronto para o consumo da criança, não necessitando esterilizador, mamadeiras ou qualquer outro produto suplementar.

Crianças alimentadas adequadamente na primeira fase de suas vidas tornam-se seres mais saudáveis e resistentes, podendo crescer fortes e independentes.

Dizem os especialistas nessa matéria, que a mãe que amamenta tem a vantagem de queimar calorias, facilitando sua disposição de retomar o formato do seu corpo físico e peso antes da gravidez, além disso, seu útero retorna mais facilmente ao tamanho normal, de tal forma a protegê-la de osteoporose, cancro da mama e do ovário.

A Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde do Brasil consideram o período do primeiro ao sétimo dia de agosto como a Semana Mundial da Amamentação, com ações de esclarecimento e mobilização que se estendem durante todo o mês de agosto.

A Santa Casa de Misericórdia de Ourinhos está engajada nessa campanha e executa, rigorosamente, todos os procedimentos recomendados para que os efeitos dessa mobilização atinja todos os objetivos.sc - agosto dourado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s